Como evitar um ataque de ransomware?


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

Coincidindo com o Mês Europeu da Cibersegurança, a Check Point destaca o ransomware como um dos principais perigos que as empresas enfrentam hoje.

Nos últimos anos, os sequestros de dados online tornaram-se numa epidemia global. Nenhuma indústria está a salvo deste tipo de ataques, que afetam desde hospitais a organismos da administração pública, passando por empresas de todos os tamanhos.

A ferramenta mais eficaz para combater o ransomware é a prevenção. A Check Point está sempre um passo à frente das ameaças e, para evitar que o ransomware afete as empresas, enumera as 5 medidas fundamentais a ter em conta:

Fazer cópias de segurança de todos os ficheiros. O armazenamento cloud e nas redes empresariais tem cada vez mais protagonismo e o hábito de se fazerem cópias de segurança está a perder-se. Ter um duplicado de toda a informação e ficheiros é vital para evitar as consequências mais nefastas de um sequestro de dados.

Formar as pessoas para que detetem potenciais ameaças. Uma grande parte das campanhas de sequestro de dados continua a recorrer ao spam e ao phishing. Por esta razão, a formação dos colaboradores das empresas é um elemento chave para evitar qualquer infeção. Se forem capazes de detetar los emails e as páginas web suspeitas, colaborarão de uma forma proactiva para manter a empresa segura. Além disso, há que conscientizá-los para a importância de reportarem qualquer atividade suspeita que detetem.

Limitar o acesso aos dados e ficheiros. As empresas devem assegurar-se de que os funcionários só têm acesso aos ficheiros de que necessitam para trabalhar. Assim, em caso de infeção, a informação dos servidores não estará completamente comprometida. É necessário levantar todas as barreiras necessárias para que, em caso de ataque bem-sucedido, os dados empresariais não sejam todos afetados.

 Atualizar as ferramentas de proteção da empresa. Do ponto de vista da cibersegurança, é importante ter sempre a última versão da solução de segurança instalada. Embora seja certo que as versões standard nem sempre são eficazes para detetar ataques de ransomware avançados, são a base da segurança das empresas e devem ser mantidas atualizadas.

Implementar uma estratégia de segurança com múltiplas camadas e incluir tecnologias de prevenção de ameaças avançadas. Instalar uma solução de segurança multicamada é a melhor estratégia para evitar o sequestro de dados e as suas desagradáveis consequências. As empresas precisam de complementar as suas soluções de segurança e IPS com ferramentas avançadas que as protejam contra o malware desconhecido. Duas tecnologias chave que devem incluir são a desinfeção de ficheiros e o sandboxing avançado. Cada uma destas soluções proporciona proteção a um nível diferente, mas quando combinadas são muito eficazes contra os ataques desconhecidos ao nível da rede e diretamente nos endpoints.

A diferença entre ser uma empresa segura ou uma vítima do ransomware está na implementação destas medidas chave para prevenir ataques.

Para mais informações sobre este tipo de ameaças, a Check Point disponibiliza o whitepaper Ransomware: Understand and Protect Against the Latest Threats and Tactics whitepaper and webinar.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *