Estudo IBM: Adoção da tecnologia Blockchain vai avançar rapidamente na área Financeira


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

As soluções Blockchain estão a ser adotadas mais rapidamente pela banca e pelos mercados financeiros do que o inicialmente esperado, revelam novos estudos do Instituto for Business Value (IBV), da IBM, com cerca de 15% dos principais bancos e das instituições financeiras a pretenderem implementar a tecnologia Blockchain até 2017.

No entanto, estima-se uma adoção mais generalizada, uma vez que cerca de 65% dos bancos esperam ter já alguns projetos de Blockchain a decorrer nos próximos três anos.

Para o estudo da IBM “Leading the Pack in Blockchain Banking”, foram entrevistados 200 bancos globais, e para o estudo “Blockchain Rewires Financial Markets”, 200 instituições financeiras a nível mundial.

O primeiro relatório revelou ainda que mais de 70% dos bancos considerados early adopters estão, de facto, a dar prioridade às iniciativas Blockchain com o objetivo de quebrar as barreiras atuais para a criação de novos modelos de negócio e alcançar novos mercados. Estes ‘pioneiros’ estão melhor posicionados para se defenderem da sua concorrência, incluindo startups inovadoras e disruptivas que entram no mercado da banca, embora não pertençam ao setor.

“Há muitas vantagens em estar no grupo da frente na adoção da tecnologia Blockchain”, disse Likhit Wagle, Global Industry General Manager, IBM Banking and Financial Markets. “Para começar, os primeiros a entrar definem padrões de negócio e criam novos modelos que serão usados pelos futuros utilizadores da tecnologia. E estes early adopters também estão melhor posicionados para anteciparem e lidarem com a disrupção, fazendo frente à concorrência ao longo do caminho”.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *