25414 0

Estudo Digital Business: 74% das empresas tem como prioridade compreender o comportamento do consumidor

A CIONET realizou entre Julho e Outubro deste ano um estudo com o objetivo de saber como o tecido empresarial se está a adaptar ao digital.

Das 80 empresas inquiridas, 29% apontou que as tecnologias digitais disruptivas tiveram impacto no seu negócio nos últimos três anos, sendo aliás a resposta mais escolhida. Ao adoptarem tecnologias digitais, as empresas procuram também obter uma visibilidade integral das transações em vários canais – web, redes sociais, apps, mobilidade, POS e Contact Centers. A compreensão do comportamento do consumidor foi apontada por 74% como o ponto mais importante neste campo, o que permite uma mais fácil adaptação do negócio.

Apesar de considerarem que já utilizam processos ágeis entre 10% a 50% dos projetos da organização, os inquiridos esperam ainda que as tendências digitais tenham impacto no negócio através da inovação em produtos digitais e modelos operacionais e de negócio (68%), do envolvimento digital dos seus clientes (63%) e em análises avançadas e Big Data (54%).

Apesar da evidente progressão dos programas digitais, ainda existem alguns obstáculos que provocam algum tipo de resistência para novos projetos. O facto de a estrutura organizacional das empresas ainda não estar adequada ao negócio digital é visto por 41% dos inquiridos como uma das principais barreiras ao sucesso dos programas digitais. A impossibilidade de adotar uma lógica de experimentação essencial para alcançar as melhores práticas é o segundo obstáculo mais escolhido relativo a um potencial insucesso dos programas digitais.

É notório o crescimento de importância do Digital Business para as empresas que se querem manter competitivas. Neste inquérito, verificamos que grande parte das empresas confia na tecnologia para avaliar cada vez melhor o seu mercado, sobretudo o que os consumidores querem, para assim melhorar as suas propostas”, apontou Rui Serapicos, managing partner da CIONET.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Sistemas da Indra gerem tráfego aério em oito regiões da China

A Indra completou com sucesso a implementação dos centros de controlo aéreo de Chengdu e Xian, na China, que vão gerir o tráfego aéreo de mais de oito

Nova Solução Primavera permite gerir despesas em mobilidade

A tecnológica portuguesa PRIMAVERA BSS disponibilizou a nova solução cloud, o PRIMAVERA Expense Management. Desenvolvida exclusivamente para ambiente web, e disponível mediante subscrição, esta solução simplifica todo o

Seedrs bate recordes e gera investimentos superiores a 100 milhões em 2016

O ano de 2016 foi sinónimo de forte crescimento e de expansão para a Seedrs. A maior plataforma europeia de equity crowdfunding bateu vários recordes e gerou investimentos

Arcu eleifend id eget congue molestie feugiat

Donec dui sit posuere ornare mauris aptent risus volutpat. Arcu eleifend id eget congue molestie feugiat elementum. Euismod vitae tellus nulla sit Class consectetuer quam, potenti malesuada ridiculus.

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *