Ericsson abre Centro Global de TIC de 20 mil metros quadrados na Suécia para impulsionar inovação


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A Ericsson acaba de inaugurar oficialmente o seu Centro Global de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) em Rosersberg, Suécia. Este centro altamente escalável e sustentável reflete o contínuo compromisso da empresa para com o investimento em I&D tanto na Suécia como a nível global. O centro representa ainda um importante passo na atual viagem de transformação TIC da empresa.

O edifício em Rosersberg, que cobre mais de 20.000 metros quadrados, é o primeiro Centro Global de TIC da Ericsson construído expressamente a ser inaugurado na Suécia. Esta inauguração segue-se à abertura do Centro Global de TIC em Linköping, na Suécia, em setembro de 2014, umas instalações adjacentes a outros edifícios da Ericsson. Além das duas instalações na Suécia, a Ericsson vai ainda abrir um Centro Global de TIC em Montreal, Canadá, no segundo trimestre de 2016.

Os Centros Globais de TIC permitem que a Ericsson emule uma rede móvel de um operador e teste novas soluções como se estivessem a ser executadas numa rede real. Num futuro próximo, os clientes da Ericsson poderão ligar-se remotamente para efetuarem testes de interoperabilidade, para terem um acesso antecipado às inovações disponibilizadas em novas soluções, estejam esses clientes onde estiverem. Estes serviços serão disponibilizados através de 10 Business-Near Centers, que serão anunciados em 2016, e que estarão ligados aos Centros Globais de TIC.

Estes Centros Globais de TIC vão ser alicerçados nas soluções de cloud da Ericsson e irão contar com um generoso conjunto de ofertas presentes no portfólio de produtos da empresa. Como resultado deste abrangente esforço de racionalização e virtualização, a Ericsson será capaz de encurtar os ciclos de inovação e aumentar a colaboração global, reduzindo ao mesmo tempo os custos com I&D. Atualmente, os ambientes de testes da empresa estão presentes em mais de 50 locais espalhados por todo o mundo.

Os Centros Globais de TIC são um importante passo em frente no sentido de atingir os objetivos de sustentabilidade da empresa. O design inovador dos centros, combinado com a sua construção modular e escalável, assegura uma eficiente utilização de energia e de espaço. A Ericsson estima que – uma vez que estejam os três Centros Globais de TIC em funcionamento – se verifique uma redução de 40% em consumo energético quando comparado com o resultado dos testes de 2012.

Anders Lindblad, Diretor da Business Unit Cloud and IP na Ericsson, refere: “Com a inauguração do nosso segundo Centro Global de TIC, a visão da Ericsson de uma Sociedade em Rede está cada vez mais próxima. Ao disponibilizarmos os esforços de I&D de forma transversal nos nossos Centros Globais de TIC, assentes nas nossas plataformas cloud, vamos assegurar novos serviços e inovações capazes de criar benefícios reais para as pessoas, as empresas e a sociedade.

O ritmo da viagem de transformação de TIC da nossa empresa está a aumentar, e os Centros Globais de TIC vão possibilitar a colaboração 24/7 e garantir que podemos beneficiar das nossas competências globais e disponibilizá-las numa escala global. Ao mesmo tempo, com a explosão do tráfego de dados, podemos disponibilizar a liderança da Ericsson em tecnologia e serviços aos nossos clientes mais rapidamente que nunca”.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *