Entrevista: António Galhardo Simões, partner e CEO da SendIt


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A SendIt nasceu em 2004 e tem vindo a participar ativamente na forma como a marcas passaram a viver no mundo digital, a par das alterações assinaláveis que os dispositivos móveis, smartphones e tablets, vieram introduzir aos processos de decisão de compra e comportamento dos consumidores. A Leak Business esteve à conversa com António Galhardo Simões, partner e CEO da SendIt que nos falou do modelo de negócio da SendIt, os principais produtos e o segredo do sucesso no marketing digital.

Patrícia Fonseca – Pode falar-nos um pouco da Sendit?  

António Galhardo Simões – A SendIt é uma empresa de capital 100% português, assumindo-se como líder no mercado nacional em todas as áreas orientadas ao universo dos serviços de mobilidade. Estamos ligados aos principais operadores móveis nacionais e internacionais, e contamos hoje com a confiança de inúmeros Clientes nas áreas da saúde, banca/seguros, retalho, entre outros. Enquanto empresa de consultoria estratégica e implementação tecnológica, considerando o actual contexto de globalização e crescente competitividade dos mercados, a equipa da SendIt preocupa-se diariamente em ajudar os seus Clientes a desenhar soluções móveis à medida, inovadoras e impactantes para construir verdadeiras vantagens competitivas, independentemente do sector de atividade em que a uma empresa possa operar.

P.F. – Quais os principais produtos da empresa?

A. G. S. – Ao longo de mais de uma década, a SendIt foi percebendo as necessidades recorrentes dos seus Clientes, e criando produtos que acompanhassem essas necessidades e resultassem numa maior eficiência, autonomização e empowerment das empresas, mas sem que isso representasse investimentos desmesurados. Entre o leque de serviços e produtos da SendIt destacam-se três plataformas disponíveis online, muito bem apetrechadas em termos de funcionalidades, fáceis de usar e sem qualquer necessidade de integração ou download de aplicações: i. uSendit – plataforma para gestão e envio massivo de SMS; ii. SendMail – plataforma para gestão e envio de emails; iii. SendLab – plataforma para configuração de mecânicas promocionais bidireccionais, para envio e receção de SMS. A grande mais-valia, face a outras plataformas/serviços semelhantes do mercado, prende-se essencialmente com a capacidade que a SendIt tem de assegurar aos seus Clientes elevadas performances e taxas de entrega nas campanhas de SMS e Email Marketing, bem como a disponibilização de relatórios detalhados que permitem analisar e fazer o tracking de toda a ação, em tempo-real, sabendo-se exactamente quem recebeu, quem abriu ou até mesmo quem interagiu com o conteúdo das mensagens, em qualquer parte do mundo.

P.F. – O marketing digital está a crescer a olhos vistos. Quais no seu entender as melhores práticas para uma campanha bem-sucedida neste campo?

A. G. S. – Graças à crescente evolução digital os consumidores estão informados como nunca até aqui, realizando constantes pesquisas online e em tempo-real. A penetração dos smartphones, e o uso exponencial dos dispositivos móveis pelo consumidor, contribuíram para que o canal móvel atingisse um nível de maturidade que nenhuma marca se pode dar ao luxo de ignorar. A todos os instantes existem oportunidades das marcas interagirem com os utilizadores num mundo virtual.

A estratégia das marcas passa, cada vez mais, por capitalizar esses momentos da forma mais inteligente, por forma a apresentar conteúdos que sejam de facto relevantes, diferenciadores e que ajudem os consumidores a tomar decisões rápidas. O que fazemos é ajudar os nossos clientes a potenciar e tirar o máximo partido desses instantes, criando empatia e envolvimento com os utilizadores. Este fenómeno vai muito além do digital, afectando toda a jornada do consumidor desde um primeiro contacto até ao momento de compra, que até poderá ser numa loja física.

Uma campanha bem-sucedida deverá saber antecipar e explorar da melhor forma estes momentos de contacto ao longo da experiência de compra e deverá centrar-se em três factores: i. O Contexto: saber onde está o meu público-alvo e escolher os melhores canais de comunicação para ir ao seu encontro; ii. A Relevância: saber quais as suas necessidades e dar resposta personalizada e rápida; iii: A Experiência de Compra: criar uma experiência de compra fácil, eficaz e memorável.

P. F. – O que podem fazer as empresas para que as suas informações comerciais enviadas por email não acabem no spam ou nos emails indesejados?

A. G. S. – Na SendIt levamos muito a sério o tema da privacidade dos dados e participamos diariamente de uma verdadeira cruzada anti-spam. Fazemos por sensibilizar ao máximo o nossos Clientes para que construam bases de dados próprias e devidamente autorizadas, através de processos de permissão (opt-in), nos quais os subscritores aceitam expressamente, e sem margem para dúvidas, receber as suas mensagens de SMS ou Email. É este o segredo para obter as melhores taxas de abertura e sucesso, em campanhas de marketing direto.

P. F. – O SMS é um meio de marketing ou é um meio complementar a um plano de comunicação?

A. G. S. – O SMS, por si só, é um canal privilegiado de marketing directo, mas que por ser tão eficaz é amplamente integrado em estratégias de comunicação móvel com propósitos mais ambiciosos, possibilitando uma completa experiência móvel. É frequente co-criarmos projectos com os nossos clientes que combinem inovação tecnológica e que simultaneamente melhorem a qualidade dos seus serviços através da inteligente interacção entre o modelo digital e tradicional. Existem inúmeras formas de usar criativamente o envio e/ou receção de um SMS combinado, por exemplo, com o desenvolvimento de uma aplicação ou site móvel, desde a sua aplicação em campanhas para escoamento de produto nos pontos de venda, desenvolvimento de questionários de satisfação para melhoria de serviços, envio de códigos para validação de ações online, realização de micro-pagamentos, até sistemas de bilhética e controlo de acessos (integrado com torniquetes) como o que implementámos no edifício da Vodafone.

P. F. – Quais os próximos passos da marca? Onde se vêem dentro de 3 a 5 anos?

A. G. S. – Sentimos que estamos numa fase de maturidade daquilo que são as nossas competências técnicas e de negócio. Acreditamos no entanto que o Mercado da mobilidade tem ainda muito para progredir. Nesse sentido, pretendemos estar na linha da frente do desenvolvimento aplicacional de qualquer negócio no âmbito da mobilidade, e gostaríamos de encontrar um parceiro que nos permitisse, de forma rápida e eficaz, internacionalizar todo este património e “know-how” adquirido ao longo destes mais de 10 anos.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *