Eaton lança o sistema CGLine+ para monitorização automática da iluminação de segurança em todos os edifícios


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A empresa de gestão de energia Eaton anunciou o lançamento de um sistema de monitorização simplificado para iluminação de segurança, que pretende eliminar a pressão do tempo e do custo associado às operações de manutenção manuais em edifícios comerciais.

“A Eaton possui uma experiência de longa data em sistemas de monitorização de iluminação de segurança, disponibilizando três produtos no mercado”, disse Rui Florêncio, Field  Product Manager para  Emergency Lighting Solutions na Eaton em Portugal. “Com o lançamento do CGLine+, conseguimos combinar as melhores características destes produtos numa única solução altamente fiável, que vai conseguir responder às necessidades dos gestores dos edifícios, ajudando-os a cumprir as suas obrigações legais, a garantir a segurança dos ocupantes dos edifícios e a proteger a continuidade do negócio.”

Cada controlador CGLine+ suporta a monitorização de até 800 luminárias. A ligação à internet permite a interligação entre os controladores, permitindo a monitorização avançada e o teste automático até 25.000 luminárias a partir de um único ponto de controlo. Pelo facto de ser um sistema aberto, a sua ligação a um sistema de gestão é também suportada.

O sistema assegura que as falhas são detetadas e registadas em tempo-real para que a ativação de todas as medidas de segurança e de substituição dos equipamentos avariados seja imediata. Como resultado, a iluminação de segurança pode ser utilizada com toda a confiança em caso de evacuação do edifício, no seguimento de um incêndio ou de qualquer outra situação de emergência.
Os utilizadores podem aceder ao sistema através de uma interface web simples (HMI) ideal para pequenos edifícios, ou através de um software mais avançado, o CGVision, que está disponível para locais de maior dimensão. As plantas individuais do edifício podem ser introduzidas no sistema de modo a permitirem uma representação gráfica dos locais das luminárias, algo que permite a identificação rápida dos problemas que requerem manutenção corretiva. Além disso, a função de Auto-ID atribui uma identificação única a cada luminária, removendo a necessidade de endereçamento manual das mesmas, reduzindo assim o tempo de instalação e comissionamento.

Os testes ao sistema de iluminação são feitos automaticamente num horário conveniente para o utilizador. Todos os testes e alertas são automaticamente inseridos num registo digital, com cópia de segurança garantida, ou numa solução opcional para PC que armazena em segurança as configurações do sistema e toda a informação dos eventos. O sistema permite o envio de emails com alertas em tempo real sempre que ocorra um determinado evento. O utilizador está permanentemente informado e possui todos os registos necessários para fins de conformidade com requisitos necessários.

O sistema CGLine+ foi especificamente desenhado para suportar toda a gama de soluções de iluminação de segurança da Eaton, como parte de uma instalação abrangente. No entanto, a integração com alguns equipamentos de iluminação normal de terceiros também será possível, em algumas circunstâncias.
Rui Florêncio acrescentou: “Este sistema não é apenas de rápida e fácil instalação, é igualmente muito simples de operar. Como tal, elimina todo o stress, custos e necessidade de alocação de recursos humanos à realização regular de verificações manuais de manutenção. O gestor ganha paz de espírito ao saber que toda esta gestão está assente num programa de testes fiável que está sempre ativo, que identifica e regista todas as potenciais falhas, e que notifica as pessoas responsáveis em caso de problemas. O gestor garante ainda o cumprimento de todas as suas responsabilidades legais no que diz respeito ao edifício, a proteção das pessoas e dos ativos que existem, e a redução do número de interrupções das operações locais.”

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *