30070 0

CTT lançam projeto de apoio a startups portuguesas

Os CTT lançaram um projeto de apoio a Startups ou pessoas singulares com produtos, serviços ou modelos de negócio que possam vir a integrar-se na rede de Lojas CTT, bem como nos seus canais de venda online. O Future Opens, como foi chamado, está já aberto à apresentação de candidaturas e, após um processo de seleção, prevê-se que os vencedores iniciem a sua oferta nos canais CTT a partir de 2017.

Procuram-se empresas ou pessoas singulares com menos de três anos de atividade, sem limite de idade, que possuam oferta numa de três categorias: Retalho, incluindo produtos de retalho sustentável, de consumo e de tecnologia; Serviços, englobando serviços tecnológicos e de consumo; e Outros, nas situações em que os candidatos apresentem modelos de negócio que possam apresentar interesse para o negócio dos CTT.

A mecânica do Future Opens é simples: os candidatos devem apresentar a suas candidaturas online até 20 de Novembro deste ano, após o que os projetos serão submetidos a um processo de pré-seleção a anunciar até ao fim do ano. Após essa seleção, os candidatos farão apresentações personalizadas a um painel de juri, em formato pitch, de onde sairão os vencedores que passarão a contar com a rede de lojas CTT e com os canais de venda online dos CTT para a comercialização dos seus produtos e serviços.

O objectivo dos CTT é duplo: apoiar os novos empresários e empreendedores nacionais, que necessitam de uma rede de contacto com os clientes para expandir a sua base de atuação; e valorizar o negócio dos CTT, suportando uma diversificação da oferta e dos valores de convenciência da mais reticular rede de retalho dos CTT, a rede de lojas dos correios.

Os candidatos podem apresentar-se conjuntamente com pessoas singulares ou coletivas, desde que não exista qualquer modalidade jurídica de associação. Para apresentar candidatura em mais do que uma categoria é necessário que o candidato concorra separadamente a cada categoria, efetuando o número de inscrições referentes ao número de produtos/serviços ou modelos de negócio a concurso.

As candidaturas são realizadas através do preenchimento de um formulário online, disponível na página dos CTT.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Vodafone Power Lab e Rede Nacional de Incubadoras, da Startup Portugal, fecham parceria para partilha de recursos

O Vodafone Power Lab, aceleradora de startups da Vodafone Portugal, acaba de se tornar a primeira entidade a anunciar a partilha de recursos com a Rede Nacional de

Growin aposta nas startups com abertura de escritório no Porto

A Growin acaba de alargar a sua presença em Portugal, através da abertura de um escritório no centro do Porto. As novas instalações, na Rotunda da Boavista, inserem-se

Atomico angaria 765 milhões de dólares para investir em empresas tecnológicas europeias

A Atomico fecha o seu quarto fundo de investimento – Atomico IV, no valor de 765 milhões de dólares, constituindo o maior fundo de capital de risco a

eSolidar nomeada para Startup do ano nos Prémios Up

A eSolidar está nomeada para os Prémios Up na categoria de Startup B2C do ano. Os Prémios Up são uma iniciativa da Portugal Startups e têm como objetivo

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *