Atos apresenta Bull Sequana, o supercomputador mais eficiente do mundo


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

Thierry Breton, presidente e CEO da Atos, apresentou numa cerimónia, que contou com a presença de Emmanuel Macron, Ministro da Economia de França, e de inúmeros representantes do mundo empresarial, do setor das TI e da investigação, o Bull Sequana – o primeiro supercomputador da geração Exaescale, que oferece níveis de desempenho mil vezes superiores aos dos sistemas petaflop atuais.

O novo sistema eleva a capacidade de computação para novos patamares, prevendo-se que o Bull Sequana alcance o nível Exaescale até 2020, com uma capacidade de processamento de um trilião de operações por segundo. Por comparação com os sistemas atuais, projetados para alcançarem níveis de desempenho específicos, o Bull Sequana oferece 10 vezes mais eficiência energética e 10 vezes mais densidade, cumprindo as metas traçadas pela Atos no que diz respeito à sustentabilidade e à otimização do espaço.

“A Atos é um dos três ou quatro fabricantes em todo o mundo, e o único na Europa, que possui a experiência e a capacidade técnica necessárias para construir supercomputadores. Este facto é um motivo de orgulho para a empresa, constitui um fator diferenciador e uma vantagem competitiva única para os nossos clientes. Graças aos níveis extraordinários de desempenho oferecidos pelo Bull Sequeana as empresas podem agora passar a maximizar de forma mais eficiente o valor dos dados no seu dia a dia. Em 2020 o Bull Sequana alcançará o nível exaflops e será capaz de processar um trilião de operações por segundo,” afirma Thierry Breton, CEO da Atos.

Segurança em tempo real, medicina personalizada, agricultura de alta precisão ou meteorologia, são apenas alguns dos setores com necessidades de níveis excecionais de processamento de dados a que a nova geração de computadores Sequana dá resposta. Esta grande capacidade de computação irá permitir que, por exemplo, os serviços de meteorologia passem a poder disponibilizar previsões muito mais rigorosas e completas, tais como os bancos de nevoeiro ou as tempestades nas imediações dos aeroportos.

A French Alternative Energies e a Comissão de Energia Atómica (CEA) já estão a implementar o Bull Sequana. Ao longo dos próximos anos, o computador será integrado com as tecnologias mais avançadas do mercado e irá adaptar-se aos atuais sistemas operacionais. A sua arquitetura aberta foi projetada de acordo com os principais standards da indústria de software e hardware, de forma a permitir que os clientes possam otimizar os seus investimentos ao máximo e realizar poupanças significativas.

As funcionalidades da computação de grande capacidade são geralmente projetadas para os grandes centros de investigação. Não obstante, a reduzida dimensão, a integração dos componentes e a flexibilidade dos Bull Sequana irá permitir que estes supercomputadores possam ser utilizados por empresas de menor dimensão, ajudando-as a concretizarem projetos que eram impensáveis até agora.

O Bull Sequana foi construído na fábrica da Atos, localizada em Angers, em França, e o seu desenvolvimento apoiou-se na experiência internacionalmente reconhecida dos engenheiros da Atos – que trabalharam com os seus parceiros na Europa e no mundo inteiro. A experiência única que a Atos detém com contas de grandes clientes, como a CEA e a GENCI (Grand Equipement National de Calcul Intensif), bem como as parcerias tecnológicas de longa data que possui com empresas de referência do setor das TI, como por exemplo a Intel, foram outros aspetos que contribuíram igualmente para a conceção do novo supercomputador.

Um vasto leque de empresas e de instituições privadas em todo o mundo utilizam os supercomputadores da Bull para acelerar a investigação, a inovação, e para otimizarem a sua competitividade. Destas destacam-se as seguintes:

– Em França: Valeo, Safran, Dassault-Aviation, Thales, Météo-France, universidades de Grenoble e de Reims Champagne Ardenne.
– No Brasil: Laboratorio nacional LNCC.
– Na Alemanha: Centro de investigação meteorológica DKRZ, universidades de Dresden e de Dusseldorf.
– Na Bélgica: Centro de simulação aeronáutica Cenearo.
– Em Espanha: o banco BBVA.

A capacidade de processamento de grandes volumes de dados oferecida pelos supercomputadores da Bull, é otimizada com os serviços de Big Data desenvolvidos pela Atos, tais como o Atos Codex – uma solução integrada ponta-a-ponta vocacionada para a análise cognitiva e para a computação preditiva. A Atos, que foi classificada pela Gartner como empresa “Visionária” no seu, “Magic Quadrant World Business Analytics Services” em setembro de 2015, oferece serviços completos de processamento e análise de dados para toda a cadeia de valor do setor das TI. De acordo com a Gartner, “até 2017, as empresas que explorarem os dados utilizando métricas de desempenho preditivas aumentarão os seus níveis de rentabilidade em cerca de 20%.”

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *