23280 0

Accenture investe mais de 840 milhões de dólares na formação e desenvolvimento profissional dos colaboradores

A Accenture investiu 841 milhões de dólares na formação e desenvolvimento profissional dos seus colaboradores durante o ano fiscal de 2015 (setembro 2014 – agosto 2015), dedicando 15 milhões de horas de formação, uma média de 40 horas por colaborador. Com um enfoque especial no digital, a empresa reajustou os seus planos de formação, possibilitando aos seus 373.000 profissionais terem novas ideias, promovendo a inovação e o desenvolvimento das competências necessárias para entregar o melhor serviço aos clientes e comunidades.

 “Sendo a Accenture uma empresa liderada pelo talento, estamos sempre a criar novas fórmulas para que as nossas pessoas aprendam e cresçam profissionalmente”, refere Pierre Nanterme, CEO global da Accenture. “O digital é fundamental na aprendizagem, por isso investimos nas últimas tecnologias para oferecer formação relevante e útil aos nossos profissionais, de forma rápida e acessível em qualquer lugar, e assim assegurar que estamos a entregar aos nossos clientes as últimas competências e benefícios”.

Reinventar a formação através da Accenture Connected Learning

A base deste investimento assenta na Accenture Connected Learning, uma plataforma que combina métodos de aprendizagem presencial e digital e que garante aos profissionais o acesso a conteúdos e especialistas da Accenture e de outras entidades externas.

Desde o seu lançamento em 2015, a Accenture Connected Learning permitiu à empresa desenvolver competências altamente especializadas que respondem de forma célere às novas necessidades de negócio. Ao mesmo tempo, permitiu a todos os colaboradores da Accenture, tanto analistas, designers, informáticos, ou qualquer um dos diversos perfis existentes na empresa, melhorarem as suas competências profissionais, desenvolverem capacidades estratégicas relevantes para o mercado e aumentarem as suas oportunidades de carreira.

A Accenture Connected Learning proporciona uma formação contínua, flexível e cada vez mais democratizada”, explica Ellyn Shook, Chief Leadership and Resources Officer da Accenture. “As nossas pessoas aprendem melhor de forma digital e colaborativa, testando cenários semelhantes aos que enfrentam no dia-a-dia com os nossos clientes. Desde competências básicas a conteúdos específicos por indústria, a formação está disponível a todos os nossos colaboradores em qualquer lugar e momento, e, em muitos casos, não é necessária qualquer aprovação. Basta aceder à aplicação e iniciar a formação”.

 A Accenture Connected Learning inclui:

  • Mais de 50 salas de formação interligadas: Permite que profissionais de diferentes países possam participar em sessões interativas e colaborativas, lideradas por executivos e especialistas da Accenture. A empresa espera duplicar o número de sessões virtuais em 2016, chegando a mais 100.
  • Mais de 24.000 cursos online e 900 plataformas de aprendizagem: Fóruns online, liderados por especialistas, através dos quais os profissionais encontram e partilham informações e ideias. Estes cursos online e plataformas de aprendizagem fornecem oportunidades de formação em qualquer momento e lugar, disponibilizando aos colaboradores novas oportunidades de desenvolvimento fora do ambiente presencial tradicional.
  • Cinco centros regionais de formação: Oferecem aos colaboradores da Accenture um ambiente de aprendizagem presencial mais tradicional e ajudam a empresa a desenvolver o talento localmente. A Accenture possui centros em Madrid, Espanha; Bangalore, Índia; Kuala Lumpur, Malásia; Londres, Inglaterra e em St. Charles, Illinois, Estados Unidos.
  • Mais de 100 comunidades de profissionais: Um novo ambiente de aprendizagem inserido na Accenture Connected Learning que une profissionais que desempenham funções semelhantes a nível global, ou que sejam especializados num setor específico, como a banca. Através dessas comunidades, os profissionais podem tirar partido do poder da rede global da Accenture para receber respostas, dar ideias, promover a colaboração e inovação, partilhar lessons learned ou insights sobre a indústria, seja por necessidades pontuais ou para o desenvolvimento contínuo dos profissionais.

A formação é apenas uma parte do investimento total que a Accenture faz para ajudar os seus profissionais a alcançarem o sucesso pessoal e profissional. De forma a reforçar o seu desenvolvimento e crescimento, este ano, a empresa já começou a transição de um processo de gestão de desempenho anual para um novo modelo que inclui conversas periódicas com os colaboradores para os ajudar a estabelecer prioridades, melhorar os seus pontos fortes e criar oportunidades profissionais. Além disso, para fomentar a conciliação dos objetivos profissionais com a vida familiar, a Accenture reforçou os benefícios de baixa de maternidade e paternidade em alguns países, garantindo um maior apoio às pessoas que decidam ficar em casa após o nascimento ou adoção de uma criança e posteriormente facilitando o seu regresso ao trabalho.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

USA Truck Inc. migra as suas aplicações com a Micro Focus

A Micro Focus dilvugou que a USA Truck, Inc., completou a migração de todo o seu portfólio de aplicações mainframe para um servidor virtualizado da Microsoft Windows. Ao

Atos apoia a linedata no seu trajecto virtual e implementação da sua Cloud privada

A Atos renova contrato com a Linedata, por um novo período de cinco anos. A Linedata é uma empresa fornecedora de serviços a nível global dedicada à Gestão

Quidgest interpõe providência cautelar contra decisão da Reitoria da Universidade de Lisboa

A  empresa  Quidgest,  tecnológica  100%  portuguesa  com mais  de  25  anos  de  atividade  em  Portugal  e  em  mercados  internacionais,  interpôs  uma providência  cautelar suspensiva  em  relação  a  uma  decisão 

Gestão do compromisso é o desafio dos RH para 2017

As empresas dependem da existência de colaboradores para desempenharem corretamente as suas funções. Uma estratégia de Recursos Humanos deve prever por que passos os colaboradores da mesma devem

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *