36084 0

Check Point lança SandBlast Cloud para proteger o e-mail baseado na nuvem

A Check Point anuncia o lançamento de SandBlast Cloud, solução concebida para proteger as empresas dos ciberataques que utilizam como entrada o email. Este novo membro da família de soluções SandBlast da Check Point protege os clientes de email do Microsoft Office 365 de ameaças modernas e sofisticadas, como o ransomware ou as ameaças persistentes avançadas (APT), o que permite às organizações migrar as suas infraestruturas para a cloud com segurança. O SandBlast Cloud inclui a solução Check Point Threat Extraction, a única do mercado com deteção ao nível da CPU, que permite prevenir proactivamente os ataques antes que estes consigam causar danos.

De acordo com o Data Breach Report 2016 da Verizon, os ficheiros anexos a mensagens de email são a via mais comum para a propagação de malware. Segundo este relatório, os utilizadores clicaram e abriram aproximadamente 12% dos ficheiros anexos maliciosos que receberam, com um tempo médio de 3 minutos e 45 segundos entre a receção do email e a abertura do ficheiro anexo.

“Há um risco cada vez maior para as empresas de serem vítimas de ataques através do email, e os métodos dos hackers estão em constante evolução, pelo que se torna necessário tomar medidas de segurança proactivas a fim de se manterem um passo à frente das ameaças”, defende Nathan Shuchami, diretor de Prevenção de Ameaças Avançadas da Check Point. “O SandBlast Cloud proporciona os mais elevados níveis de proteção para os clientes de email Office 365, com uma solução puramente ‘cloud’ que protege os conteúdos, permitindo uma total visibilidade e uma gestão simples através de um portal baseado em cloud”.

O SandBlast Cloud proporciona aos utilizadores do Office 365 várias camadas de defesa para se protegerem das ameaças conhecidas e desconhecidas. Além da proteção antivírus e da classificação de reputação de URLs para proteger os utilizadores das ameaças já conhecidas, as tecnologias Threat Emulation e Threat Extraction da Check Point previnem malware desconhecido e ataques “dia zero”.

As principais características do SandBlast Cloud são:

• Integração sem falhas com o Office 365. Simples administração na nuvem. Fácil de implementar.
• A taxa de captura de malware mais elevada da indústria, com tecnologia de inspeção ao nível da CPU.
• Reconstrução e acesso a versões seguras de documentos em poucos segundos, com pleno acesso aos ficheiros originais numa questão de minutos, uma vez realizada a análise completa.

SandBlast Cloud estará disponível no verão de 2016.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

“Hacked in Translation”: Check Point descobre ataques através de legendas

A Check Point anuncia que os seus investigadores descobriram um novo vetor de ataque que ameaça centenas de milhões de utilizadores dos leitores multimédia mais populares, como VLC, Kodi (XBMC),

SophosLabs revela que nenhuma plataforma é imune ao Ransomware

A Sophos apresenta o mais recente SophosLabs 2018 Malware Forecast, um relatório que sumariza a atividade de ransomware e em outras tendências de cibersegurança com base na informação recolhida

BitDefender lança versão 2013 de soluções de segurança

A BitDefender lançou a geração 2013 de soluções de segurança e que se destaca pela presença de um novo módulo de segurança para compradores online, Bitdefender Safepay e uma melhoria na

Blue Coat publica relatório 2016 sobre segurança nas redes sociais

A Blue Coat tornou público os resultados de um estudo realizado pelo YouGov, em que participaram 3.130 colaboradores de empresas na Alemanha, França e Reino Unido. O estudo

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *