27354 0

Schneider Electric Apresenta Soluções de Micro Data Center para Aplicações de Edge Computing

A Schneider Electric realizou ontem em parceria com a IDC Portugal o evento Digital Transformation & IoT. Destinado a clientes finais, o evento que teve lugar no Espaço Espelho d’Água contou com a presença de cerca de 100 pessoas e teve como principal objetivo apresentar a estratégia e soluções da Schneider Electric para dar suporte a empresas, fornecedores de serviços e cloud que procurem implementar recursos de computação Edge.

Tratam-se de soluções que se caracterizam por estarem mais próximas do utilizador final e que constituem desafios únicos e diferenciadores face aos tradicionais Centros de Dados que na maioria das vezes estão localizados remotamente e sem suporte local de técnicos de IT. As implementações de Edge requerem uma estratégia diferente da utilizada com os Centros de Dados convencionais, uma vez que o seu tempo de vida é superior, deverão ser mais fáceis de gerir, de implementar, mais seguros e também mais resilientes.

Como parte da sua estratégia, a Schneider Electric identifica cinco ambientes impactados por esta nova tendência, assim como a infraestrutura concebida para os suportar:

  • Centros de Dados Telco / instalações regionais (Colo) onde a procura por parte dos seus clientes por conteúdos de banda larga e aplicações sensíveis a variações de latência estão a conduzir ao crescimento destes domínios. Para suportar este ambiente, a arquitetura InfraStruxure da Schneider Electric e os seus módulos pré-fabricados permitem uma construção modular mais rápida de um Centro de Dados regional, com um consequente tempo de resposta mais rápido e menores custos operacionais.
  • Localizações remotas e subsidiárias, particularmente nos setores da banca e do retalho, onde os serviços de TI têm vindo a ser implementados para melhorar a experiência do consumidor. Os SmartBunker CX e SX da Schneider Electric constituem soluções em rack altamente seguras, fiáveis e de gestão remota para este tipo de instalações.
  • Salas de servidores onde as aplicações devem estar alojadas localmente por várias razões entre as quais latência, segurança e flexibilidade de desenvolvimento. Um crescente número destas aplicações estão a ser alojadas em infraestruturas de convergência e híper-convergência, o que simplifica a implementação e operacionalização da infraestrutura de TI. Para dar suporte a este ambiente, o InfraStruxure da Schneider Electric e os Micro Data Centers pré-fabricados oferecem facilidade de gestão, segurança e escalabilidade.
  • Armários de rede em que a ligação fiável dos colaboradores a todos os recursos de TI nunca foi tão crítica para a produtividade da empresa. Utilizadores destes ambientes podem utilizar soluções integradas e o software de gestão de centros de dados da Schneider Electric (DCIM), StruxureWare, para uma gestão mais simplificada dos diferentes sites, antecipando potenciais falhas nos equipamentos, riscos de segurança e problemas ambientais, evitando, assim, tempos de inoperação inesperados.
  • Sites industriais onde as aplicações estão cada vez mais conectadas e potenciam a informação e os dados para operacionalizar os seus processos. Esta convergência das TIs e das OTs (tecnologia operacional) requerem que equipamentos de TI tradicionais sejam colocados em ambientes potencialmente severos. Para dar suporte a estes sites, o SmartBunker FX da Schneider Electric disponibiliza soluções robustas de gestão remota para alojar de forma segura equipamentos de TI e de controlo industrial.

As soluções integradas de infraestrutura física dos Micro Data Centres da Scneider Electric incluem fontes de alimentação ininterrupta (UPS), distribuição de energia, software de gestão (DCIM), monitorização ambiental, arrefecimento e segurança – todos os componentes testados, montados, embalados e depois assemblados num ambiente de produção.

As soluções Micro Data Centers da Schneider Electric incluem:      

  • SmartBunker SX: tradicionalmente para salas de TI
  • SmartBunker CX: otimizado para ambientes de escritório
  • SmartBunker FX: resistente a qualquer ambiente
  • SmartShelter: multi-rack e em contentor, resistente a qualquer ambiente

Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Ericsson lidera projetos de estandardização de 5G da União Europeia

A Ericsson continua na linha da frente do desenvolvimento de sistemas 5G como coordenadora do novo projeto METIS-II da União Europeia para desenvolver o design global do sistema

GMV ganha projeto para monitorização de áreas ardidas em Portugal

A GMV formalizou um contrato com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas para a produção de mapas das áreas ardidas em Portugal. O projeto cobrirá

Check Point aposta na segurança de Pequenas e Médias Empresas

A Check Point anunciou o lançamento das suas novas Appliances 600, que permitem às empresas de menor dimensão uma protecção completa contra os mais recentes ciber-ataques, incluindo infecções

Check Point enfrenta o malware com uma nova solução para prevenção de ameaças

A Check Point anuncia SandBlast, uma nova solução para a prevenção de ameaças avançadas que proporciona um nível de ciberprotecção sem precedentes no mercado actual. Através do uso

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *