28324 0

GSTEP fatura 3,1 milhões de 2015 e aumenta pessoal em 50%

A GSTEP fechou 2015 com um volume de negócios de 3,1 milhões de euros, superando o objetivo de 3 milhões previsto para o ano transato. A empresa especialista em Business Intelligence excedeu ainda o seu maior objetivo, consolidando a posição de líder nos mercados onde atua. Os clientes externos contribuíram já para 25% do volume de negócios da empresa.

Além de superar a faturação prevista, a GSTEP aumentou ainda o número de colaboradores em 50% face a 2014, aumento que acompanhou a forte aposta da empresa em formação especializada aos seus colaboradores e num considerável reforço dos quadros seniores.

Ao nível da oferta, a GSTEP alargou o leque de soluções baseadas em tecnologia Oracle, MicroStrategy, SAS e Qlikview, tanto em Portugal, como nos mercados externos. «Reforçámos as parcerias com empresas nacionais e internacionais não especializadas em BI, consolidando assim o reconhecimento da especialização GSTEP por parte dos outros players do mercado IT», explica Carlos Cardoso, CEO da GSTEP.

«Estas parcerias levaram-nos a novos clientes, com grande sucesso para as várias partes envolvidas, pelo que continuamos a acreditar que esta é uma fórmula de futuro e que trará muitos mais sucessos para a GSTEP e os seus parceiros», acrescenta o responsável.

Entre os novos clientes conquistados em 2015, destacam-se os setores da Banca e Seguros, Saúde, Hospitality e Administração Pública.

Para este ano, as principais apostas passam por «consolidar a liderança em Business Intelligence (BI) e Enterprise Performance Management (EPM), em múltipla tecnologia» e também por «ganhar liderança no Analytics, aposta de vários anos que começa a trazer frutos em vários clientes novos, que já nos selecionaram como parceiros», adianta Carlos Cardoso.

Com uma previsão de volume de negócios de 3,5 milhões de euros para 2016, a GSTEP traçou ainda como objetivos para este ano sedimentar o negócio em África, entrar no mercado espanhol e estar atenta ao Reino Unido e à Suíça.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

BQ listada pelo Financial Times como uma das 1000 empresas europeias com maior crescimento

A Mundo Reader (BQ) acaba de ser listada pelo Financial Times como uma das 1000 empresas europeias com maior crescimento. O ranking FT 1000: Europe’s Fastest Growing Companies,

Altitude desafia os profissionais de contact center a mostrar a sua criatividade no Instagra

Um estudo recente prevê que o número de posições de contact center em todo o mundo irá crescer 2% ao ano até 2019. O mercado de outsourcing de

eDreams lança primeira aplicação gratuita para iPhone

A eDreams lançou uma nova aplicação gratuita para iPhone em 38 países.  Com esta nova aplicação a companhia pretende alcançar a posição de liderança que mantém atualmente no mercado online

Plataforma de gestão de eventos Weventual com mais de 100 mil inscrições em 2015

Criado no final de 2011 pela Opensoft para centralizar, num único local, a inscrição num evento e o respetivo pagamento, o Weventual registou, em 2015, mais 90% de

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *