Garmin revela resultados do quarto trimestre e resultados fiscais de 2015

936
0
Share:

A Garmin anunciou os seus resultados operacionais referentes ao quarto trimestre de 2015, que terminou a 26 de dezembro de 2015, e os resultados fiscais de 2015.

A companhia arrecadou o ano passado 2.820 milhões de dólares em receitas, com as áreas de outdoor, fitness, aviação e marítima a registarem um crescimento conjunto de 9%, face aos valores verificados em 2014. Estes segmentos de negócios contribuíram 63% para o total de receitas em 2015. O relatório anual revela ainda que foram distribuídas cerca de 16,2 milhões de unidades de produtos, um valor 7% superior face ao registado em 2014.

No que diz respeito aos resultados trimestrais, nos últimos três meses de 2015 a Garmin somou 781 milhões de euros de receitas. As áreas de negócio de outdoor, fitness, aviação e marítima foram novamente aquelas que mais contribuíram para os resultados finais, representando 66% deste total. As margens bruta e operacional fixaram-se nos 52,9% e 18,7%, respetivamente.

Fitness:
O segmento de fitness registou um aumento de receitas de 14% no quarto trimestre, refletindo a força das nossas ofertas de saúde e bem-estar, corrida e ciclismo. A nossa campanha publicitária Beat Yesterday teve um impacto muito positivo nas vendas registadas nos períodos de férias, e na própria Garmin enquanto marca. Apresentámos recentemente o Varia Vision, um equipamento que vem estrear uma nova categoria de produtos e que oferece aos ciclistas um ecrã no campo de visão que promove uma maior segurança na estrada ao colocar na linha de visão dos atetas informação útil. Acreditamos que o nosso alinhamento de produtos é muito forte e esperamos que 2016 seja mais um ano de crescimento para o segmento de fitness.

Outdoor:
O segmento de outdoor registou um crescimento de receitas de 6% no quarto trimestre, graças à forte contribuição dos nossos wearables para atividades outdoor. Estamos muito satisfeitos por podermos entrar em 2016 com uma série de novos produtos, nomeadamente com o fēnix® 3 HR que integra a tecnologia de medicação de frequência cardíaca no pulso Garmin Elevate, com o Approach® S20 e G10, e com o TruSwing™. A aquisição ainda pendente da DeLorme® e a aquisição da PulsedLight™ vai permitir-nos expandir o nosso negócio para novas áreas de crescimento no futuro.

Aviação:
O segmento de aviação apresentou um aumento das receitas de 12% no trimestre em análise, ultrapassando as nossas expectativas dado o crítico ambiente global que caracteriza atualmente o setor da aviação. Vamos continuar a investir nas próximas certificações com distintos parceiros OEM e a desenvolver novos produtos e tecnologias. Esperamos que este nosso trabalho resulte em ganhos de quota de mercado no segmento da aviação, a longo prazo.

Marítimo:
O segmento marítimo apresentou um crescimento de receitas de 8% num trimestre tipicamente mais fraco, graças à nova oferta de produtos da Garmin. Anunciámos recentemente a série Striker™, uma nova linha de sistemas de localização de peixes que vem redefinir o mercado de sondas de entrada de gama com capacidades GPS. Em recentes eventos ligados à indústria náutica, anunciámos o wearable quatix 3, o GNX Wind, que oferece aos marinheiros informação importante relativa aos cento e à embarcação. Em 2015 registámos melhoramentos tanto a nível das receitas como do lucro fruto do investimento significativo feitos nos últimos anos. Acreditamos que temos um alinhamento de produtos bastante forte e esperamos registar novamente um ano de crescimento em 2016.

Automóvel:
Com um resultado consistente com a crescente queda do mercado global dos equipamentos de navegação pessoal, o segmento automóvel registou uma queda de 21% no quarto trimestre. No entanto, no primeiro trimestre de 2016 haverá novidades para a área automóvel com o lançamento de novos produtos que têm em atenção funcionalidade relacionadas com segurança. E relativamente ao negócio OEM, a nossa recente solução de software de navegação de alto desempenho surge totalmente integrada nos novos Mercedes E‐Class recentemente lançados em Detroit.

Informação financeira adicional:
No trimestre em análise, as despesas operacionais totalizaram 267 milhões de dólares, um aumento de 5% face ao ano anterior. O investimento feito na área de Investigação & desenvolvimento aumentou 4%, com especial ênfase nos equipamentos orientados para um estilo de vida ativo da área de fitness e de outdoor. O investimento em publicidade aumentou 5%, fruto do reforço publicitário feito para os wearables das áreas de fitness e outdoor.

Expectativas para 2016:
Esperamos receitas de aproximadamente 2,82 mil milhões de dólares em 2016, com o crescimento em todos os segmentos não-automóvel a compensar as crescentes quebras do mercado dos sistemas de navegação pessoal. Esperamos que a margem bruta se fixe nos 54,5% aproximadamente, um valor semelhante ao do ano anterior. Estimamos uma diminuição da margem operacional de cerca de 18% no seguimento do crescente investimento em investigação e desenvolvimento e da integração das aquisições recentemente anunciadas. Com uma taxa de imposto estimada de cerca de 20,5%, prevemos um EPS em 2016 de aproximadamente 2,25 dólares. Estão aqui incluídos cerca de 0,05 dólares de impacto negativo em 2016 fruto das aquisições.

Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário