Check Point amplia proteção de dia zero a todos os sistemas e localizações


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A Check Point anuncia o Check Point SandBlast Agent, uma evolução da segurança avançada do perímetro e da tecnologia de dia zero SandBlast, especialmente concebida para manter seguros os dispositivos endpoint e os seus dados armazenados, estejam onde estiverem. Além da proteção proactiva através das tecnologias de sandboxing e de extração de ameaças, o Agente SandBlast inclui capacidades de análise forense para automatizar a investigação de incidentes, proporcionando às organizações uma resposta eficaz contra as ameaças atuais e futuras.

Num mundo cada vez mais interligado, o facto de os colaboradores das empresas terem acesso à informação corporativa a partir de uma grande variedade de dispositivos – seja na rede do escritório ou a partir de uma localização remota – pode aumentar a inovação, a produtividade e as oportunidades de crescimento. Mas, apesar da sua importância, a proteção destes dispositivos está limitada ao tradicional antivírus, baseado em assinaturas, que apenas é capaz de detetar as ameaças já conhecidas. Esta situação está a fazer com que os cibercriminosos apontem baterias aos endpoints com ataques mais sofisticados de tipo dia zero, assim como com as novas variantes evasivas do  e cryptolocker.

“Nós que estamos na primeira linha da segurança empresarial, observamos como as soluções antivírus são cada vez menos fiáveis para combater as novas ameaças e as modernas técnicas dos cibercriminosos. É muito importante não só fazer o melhor trabalho possível na deteção do malware mais recente, como também responder rapidamente à medida que os incidentes acontecem”, sublinha Michael Brine, administrador de infraestrutura no Community Newspaper Group. “Se impedirmos que cheguem mais ataques aos nossos utilizadores e conseguirmos que os nossos equipamentos estejam mais capacitados para conter as ameaças antes que tenham um impacto nas operações, poderemos fazer com que todo o pessoal, cada vez mais móvel, seja capaz de gerir o seu trabalho com confiança”.

Para se defenderem destes ataques modernos, as empresas devem adotar uma nova abordagem que melhore a segurança dos seus endpoints. O Agente SandBlast é a única solução que integra proteção de dia zero para o posto de trabalho com capacidades de análise forense e de resposta a incidentes. As suas características principais são:

Segurança do endpoint concebida para as necsesidades das empresas de hoje. O Agente SandBlast implementa a proteção diretamente no posto de trabalho para detetar e bloquear ataques avançados a partir do email e de meios amovíveis, assim como no caso das ameaças baseadas na web, como o spear phishing ou os denominados watering holes, assim batizados por serem websites onde os cibercriminosos esperam as suas vítimas. Baseado num modelo de sandboxing remoto, trata-se de uma implementação não-intrusiva e de baixo custo que tem um impacto mínimo no rendimento local e que mantém uma compatibilidade completa com as aplicações instaladas. As pessoas estarão a trabalhar com uma versão segura e atualizada dos formatos de documentos comuns, enquanto é feita uma análise a fundo aos ficheiros.

Tecnologia de nova geração para identificar e conter infeções.

O Agente SandBlast deteta qualquer atividade de comunicação suspeita gerada pelos dispositivos infetados, bloqueia as tentativas de extração de dados sensíveis da empresa e põe em quarentena os postos de trabalho infetados, para prevenir a propagação das infeções. O agente SandBlast tem por base a solução de nova geração de prevenção de ameaças, SandBlast, que obteve a classificação de “recomendado” no teste BDS (Breach Detection Systems) da NSS Labs e que foi uma das soluções mais pontuadas em valor e eficácia da segurança.

Análise integral e automatizada com relatórios executivos. As capacidades automatizadas de análise a incidentes do SandBlast proporcionam uma visibilidade completa sobre os eventos de segurança para minimizar os danos potenciais e os custos de reparação ou de resolução da infeção. Com estas capacidades forenses automatizadas, o Agente SandBlast cria de forma imediata relatórios interativos que permitem compreender a origem, os pontos de entrada do malware e o alcance dos danos causados. Isto permite uma rápida recuperação e limita a propagação do malware.

“As organizações enfrentam grandes desafios, já que os cibercriminosos procuram chegar aos sistemas dos utilizadores finais com uma série de ameaças avançadas que pretendem ludibriar a segurança dos produtos antivírus baseados em assinaturas”, afirma Nathan Shuchami, responsável de prevenção de ameaças da Check Point. “Com o Agente SandBlast somos capaces de prevenir os ataques baseados nas últimas técnicas de malware, quer os utilizadores estejam dentro ou fora do perímetro da rede”.

Disponibilidade

O Agente SandBlast já está disponível. Para mais informações, incluindo características adicionais, benefícios e especificações técnicas, visite: http://www.checkpoint.com/products/endpoint-sandblast-agent/.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *